Qual é a melhor caixa-d’água: fibra de vidro, polietileno e aço inox?

Qual é a melhor caixa-d’água: fibra de vidro, polietileno e aço inox?

A escolha deste artigo, um dos mais essenciais de uma construção, inicia pelo ajuste no massa. A conta é simples: multiplique o algarismo de moradores pelo uso médio diário por indivíduo ( cerca de 150 litros) e por mais 2 dias, como remuneração extraordinária de reservo.

Uma família de cinco integrantes, por exemplo, precisa prescrever de um cisterna de 1,5 mil litros (5 x 150 x 2). Vale advertir que limpezas preventivas precisam ser realizadas a cada seis meses.

Fibra de vidro

– Embora da preservação trabalhosa, é o material mais comercializado no Brasil.

– De boquilha simples, a tampa do cisterna é comercializada com parafusos que garantem sua fixação.

– A proteção em oposição a os raios ultravioleta amplifica sua vida benéfico.

– O modelo Fortlev 1,5 mil litros 88 x 174 cm custa R$ 405.

Polietileno

– A superfície interna lisa protege do concentração de impureza nas laterais.

– Tem tampa rosqueável: com 1/4 de volta, já está completamente vedada.

– Conta com tratamento UV, saída que impossibilita a defeito da estrutura perante de calor exagerado.

– O modelo Acqualimp 1,5 mil litros 120 x 134 cm custa R$ 800.

Aço Inoxidável

– O material metálico agiliza a higienização, ainda que a boca jovem complique o processamento.

– Além de bastante robusto, oferece água fresco por mais tempo, uma vez que a condutividade de calor é jovem.

– Com apontamento simples e morrer argênteo, ganha pontos no exigência estético.

– Sander Inoxidável 1,5 mil litros 115 x 162 cm custa R$ 1622. Caixa de água BH

Deixe uma resposta